Empresa projeta produção de gás com carvão mineral

10/09/2019


Um megaprojeto para a produção de gás natural a partir do carvão mineral, com investimentos previstos de U$ 4 bi e geração de 5 mil empregos, está em fase de licenciamento ambiental no Rio Grande do Sul. A iniciativa é da empresa Copelmi, maior mineradora da iniciativa privada do Brasil, que assinou com o governo gaúcho, em 2018, um protocolo de intenções para estudar a viabilidade do projeto, que reduziria a dependência do gás importado da Bolívia e atrairia investimentos importantes para o Estado.

A discussão atual está em torno do licenciamento ambiental para a abertura da Mina Guaíba, entre os municípios gaúchos de Charqueadas e Eldorado do Sul. Pelo projeto, esta mina, a céu aberto, prevê a extração estimada de 166 milhões de toneladas de carvão bruto em um período de 23 anos. O mineral seria utilizado para a instalação de um polo carboquímico, próximo à mina, para a geração de energia elétrica em termelétricas e gás natural nas indústrias de gaseificação.

O carvão mineral é considerado uma fonte de energia firme porque independe de condições climáticas, entre as fontes térmicas é a mais barata e com tecnologia desenvolvida para evitar possíveis danos ambientais, como ocorreram no passado. No Brasil, representa 5,7% da matriz energética e, no mundo, este índice é de 27 por cento.

Fonte: EPE Empresa de Pesquisa Energética e IEA Agência Internacional de Energia