Nova Esperança para o término da SC-442

16/08/2020


A obra foi iniciada em 2014. Boa parte dela foi pavimentada. Mas há anos, nada mais é feito a não ser reuniões para se falar do seu término. A situação da Rodovia SC-442 que liga Cocal do Sul a Morro da Fumaça voltou à pauta nos últimos dias.

 Agora, parece que os 3,5 quilômetros faltantes em Morro da Fumaça e os 800 metros em Cocal do Sul receberão a camada asfáltica. A notícia pode se consolidar ainda no mês de agosto, quando o governador Carlos Moisés da Silva (PSL), deve vir à região para lançar o edital para o término da obra, orçada em R$ 10 milhões. 

A informação foi repassada pelo deputado estadual, Rodrigo Minotto (PDT), em entrevista ao Programa Ponto Final, da Rádio Som Maior. “Todo o processo burocrático já está pronto, o edital de licitação está pronto. Nos próximos dias esperamos que o governador venha a Cocal do Sul para lançar o edital desta obra que deverá, se tudo ocorrer bem, começar neste ano porque é uma execução direta do Governo do Estado”, comenta.

O projeto inicial previa prazo de 18 meses para conclusão do asfalto, o que seria em março de 2016, mais de quatro anos atrás. A obra foi realizada através de uma apareceria público/privada com a empresa Eliane.

Outro impasse com relação à SC-442 era com a Ferrovia Tereza Cristina já que uma parte da rodovia passa sobre a estrada de ferro, o que inicialmente exigia a construção de um elevado. 

O traçado da Rodovia SC-442:

Assunto retomado

O assunto foi retomado após encontro entre os prefeitos de Morro da Fumaça, Noi Coral (PP) e de Cocal do Sul, Ademir Magagnin (PP), além de representantes da empresa Eliane Revestimentos Cerâmicos e outras lideranças dos dois municípios com o deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT) e outras lideranças no fim de julho. “A conclusão da rodovia SC-442 é fundamental para os dois municípios e no caso de Morro da Fumaça, trará benefícios, principalmente, para o distrito de Estação Cocal, contribuindo com toda aquela comunidade, pois diminuirá a quantidade de veículos pesados que trafega pela área central do distrito", comenta Magagnin.

Necessidade levada ao governador

Depois deste encontro, o assunto foi tratado com Carlos Moisés da Silva, que disse que a obra está no radar do Governo e o edital está sendo finalizado. “Essa é uma obra que vai trazer mais desenvolvimento para aquela região. A empresa Eliane fez um investimento significativo na ampliação do seu parque fabril, e o Estado garantirá a infraestrutura que os municípios precisam para crescer”, fala o governador.

Contribuição com o desenvolvimento

 

Durante a audiência entre o governador conversou por telefone com o presidente da Eliane, Edson Gaidzinski Junior, para falar sobre a importância da conclusão do trecho.  A empresa está localizada em Cocal do Sul.

Cerca de dois mil caminhões por mês saem carregados da empresa em direção à BR-101.  Além disso, cerca de 3,5 mil veículos acessam mensalmente o seu parque fabril, sem contar o tráfego local entre as cidades.

Para Morro da Fumaça o término da obra também dará grande contribuição com o desenvolvimento, principalmente porque o Governo Municipal trabalha na instalação da primeira área industrial pública. "A área industrial fica às margens da rodovia Genésio Mazon, no distrito de Estação Cocal, próxima da SC-442, por isso os benefícios serão muitos, pois facilitará o escoamento da produção das empresas que lá se instalarem. Agradecemos o deputado estadual Rodrigo Minotto que intermediou esta conversa com o Governo do Estado", fala o prefeito, Noi Coral.

A área industrial pública irá disponibilizar 16 lotes aos empresários interessados em se instalar em Morro da Fumaça e a expectativa é que em breve o local já fique à disposição.
 

Fonte: 4Oito