O carvão mineral é muito importante nas plantações

20/07/2019


Se o carvão é importante para a produção de automóveis e outros meios de transporte, da mesma forma é vital para a produção de máquinas e implementos agrícolas. Além disso, do carvão obtém-se enxofre, que pode ser utilizado para a produção de fertilizantes, insumo que o Brasil, país agrícola, precisa importar. Também a partir do carvão mineral podem ser produzidos ureia, inseticidas, fungicidas, desinfetantes, herbicidas, conservantes, reguladores de crescimento e corantes alimentares.

Experimentos em laboratório revelam que as cinzas do carvão mineral podem ser usadas como fertilizante e corretivo da acidez do solo. Lideranças do setor defendem seu aproveitamento como insumo para a produção de fertilizantes com o objetivo de reduzir a atual dependência brasileira com a importação. O Brasil busca no exterior cerca de 75% dos nutrientes que usa como adubo. Como a área cultivada com grãos bate sucessivos recordes, safra após safra, a necessidade de importação vai se tornando cada vez maior. Para tanto, o país precisa investir no desenvolvimento de tecnologias próprias para o uso de subprodutos do carvão mineral na produção de fertilizantes.

Saiba mais

O carvão mineral é composto de hidrocarbonetos, ou seja, na sua composição há principalmente carbono e hidrogênio, além de enxofre e outros elementos. A quantidade de carbono presente na sua estrutura determina o tipo de carvão. Quanto maior o teor de carbono, mais puro e maior o poder energético do carvão. São quatro os tipos de carvão: Turfa, Hulha, Linhito e Antracito.

Entre os tipos citados, a hulha é um dos que têm maior importância comercial, pois através da sua destilação a seco na ausência de ar, obtêm-se três frações de ampla aplicação, que são:

- Fração gasosa: Contém hidrogênio, metano e monóxido de carbono, sendo usada como combustível e para iluminação a gás de ruas;

- Fração líquida: Contém duas partes, as águas amoniacais, que são usadas principalmente para produzir fertilizantes, e o alcatrão de hulha, que é fracionado em cinco partes, sendo usadas para as mais diversas aplicações, tais como produção de tintas, medicamentos, plásticos e pavimentações asfálticas;

- Fração sólida: Contém carvão de coque usado em indústrias siderúrgicas para produzir ferro e aço.

Com a Revolução Industrial, inicialmente o carvão se tornou a fonte de energia mundial mais importante, pois o calor gerado na sua queima era utilizado na produção de vapor que movimentava máquinas, locomotivas e navios.

Fonte: Assessoria de Comunicação