Prorrogação das duas ferrovias da Vale pode gerar R$ 17 bilhões ao governo

12/11/2020


O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes Freitas, afirmou nesta quinta-feira (11) que o governo está prorrogando a concessão de duas ferrovias para a Vale: a Estrada de Ferro Carajás e a Vitória Minas. Sem mencionar datas, o ministro afirmou que as prorrogações dessas vias podem gerar R$ 17 bilhões ao governo.

Ele fez as declarações em participação, nessa manhã, na 39ª Edição do Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex), promovida pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). Em sua fala, o ministro fez questão de ressaltar o papel da infraestrutura no desenvolvimento de competitividade dos negócios do país — bem como o papel do setor ferroviário nesse tema.

Ao falar do setor ferroviário, ele mencionou ainda, sem citar números, investimentos por meio da iniciativa privada na Ferrovia de Integração Oeste-Leste, a Fiol, que atende o Porto Sul e tem área de atuação na Bahia e Tocantis; bem como na ferrovia do Centro-Oeste, no Mato Grosso. "Estamos dando opções ferroviárias para o nosso produtor, para sair do Centro Oeste em direção ao porto de Itaqui, Ilhéus, por ferrovia", afirmou ele.

"Não vamos parar por aí. Estamos trabalhando no leilão da ‘ferrogrão’", disse o ministro, citando a Ferrovia EF-170, projeto para ligar os Estados de Mato Grosso e Pará, entre os municípios de Cuiabá e Santarém.

"Estamos trabalhando na prorrogação antecipada da Malha Sul, que vai promover a recuperação de todo o tronco sul", acrescentou Freitas, ainda ao falar sobre o setor de ferrovias.

"O transporte ferroviário vai ganhar uma carga muito grande de investimento privado", completou o ministro.

Fonte: Valor Investe