Sustentabilidade sobre os trilhos

03/06/2016


Com uma malha ferroviária de 164 Km, a Ferrovia Tereza Cristina (FTC), que passa por 14 cidades do Sul Catarinense carrega também, a responsabilidade de prevenir e preservar o meio ambiente. A empresa direciona investimentos em diversas ações e iniciativas sustentáveis, tanto aplicáveis à comunidade interna quanto externa. O trabalho de conscientização pode ser observado por meio dos mutirões de limpeza realizados ao longo da linha férrea, coleta seletiva, gerenciamento de resíduos e efluentes, palestras, incentivo ao plantio de mudas, entre outros trabalhos ambientais.

Recertificada na ISO 14001, Gestão Ambiental, a FTC reforça seu empenho e compromisso na busca pelo desenvolvimento sustentável. Em 2005, a Ferrovia adotou um modelo de vagão ecológico, confeccionado a partir de plástico reciclado. Desenvolvido pela equipe de manutenção de vagões, a caixaria do equipamento, que era produzido em madeira de lei, e o assoalho em chapa de aço, foram substituídos por plástico reciclado. O maior benefício da tecnologia é a preservação da mata, pois para a fabricação de cada vagão era necessário sacrificar duas árvores adultas, com diâmetro médio de 90 cm, de madeira de lei.

Outra grande vantagem é que a matéria-prima utilizada para fazer o plástico reciclado é retirada dos lixões. São embalagens de defensivo agrícola, controladas pelo governo, sacos plásticos, tubos de xampus e de sabonetes, todos os materiais compostos de polietileno de alta densidade que levariam muitos anos para decompor, se descartados na natureza.

Tratamento de Resíduos: Em 2015, mais de 141,5 toneladas de resíduos sólidos (Classe I, sucatas metálicas e outros recicláveis) foram gerenciados pela Ferrovia, além de 9,7 mil litros de óleo, também encaminhados à reciclagem.

Mutirões de Limpeza: A FTC promoveu quatro mutirões de limpeza e trabalhos de educação ambiental, em comunidades lindeiras no ano de 2015, com o objetivo de esclarecer sobre os perigos e riscos do acumulo de lixo nas margens ou sobre a linha de trem. Ao todo, foram retiradas 268 toneladas em Tubarão, Imbituba e Criciúma.

Efluentes: Todos os pontos de efluentes das áreas da FTC passam por inspeções, manutenções e monitoramentos periódicos, atendendo aos parâmetros legais. Só em 2015 foram mais de 870 inspeções, reforçando o comprometimento da Ferrovia com o meio ambiente.

Monitoramento: Para um maior controle de gases e da eficiência de seus equipamentos a diesel, a FTC realiza avaliação colorimétrica de densidade, para medir se os mesmos estão emitindo fumaça dentro dos padrões permitidos. Em 2015 ocorreram 93 medições, que apresentaram resultados dentro dos parâmetros legais. As emissões atmosféricas também são monitoradas, visando minimizar o consumo de recursos naturais.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação